Prefeitura de Caldas Novas “zera” fila de espera por UTI e reduz número de ocupação de leitos

Saúde / 1229

A Prefeitura de Caldas Novas “zerou” a fila por vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de Covid-19 e reduziu consideravelmente os números de ocupação de leitos, de acordo com boletim divulgado nesta segunda-feira, 12. 

Segundo o balanço, há 40% de ocupação nos leitos clínicos do Hospital de Retaguarda  e 63% no Hospital Nossa Senhora Aparecida, que é particular. Já a ocupação de vagas de UTI está em 89% na Unidade de Pronto- Atendimento (UPA), da rede pública, e 62% no Hospital Nossa Senhora Aparecida. 

Em relação aos casos de Covid-19 no município, foram registrados nesta segunda-feira, 22 casos positivos, sendo apenas dois em isolamento hospitalar e uma morte de um homem de 53 anos, que estava em uma UTI da UPA. 

Para o prefeito Kleber Marra, apesar da queda nos números, não é momento para relaxar com os cuidados contra a transmissão da doença. “De fato, todos os nossos  esforços no sentido de conter a pandemia, felizmente, estão dando resultados, mas ainda não vencemos a guerra, precisamos continuar atentos”, afirma Kleber Marra. 

Otimista, o secretário de Saúde, João Osório, destacou as principais medidas que estão sendo tomadas no enfrentamento a Covid-19. “Hoje temos uma média de 160 atendimentos diários no CATE, reduzindo assim a procura nas Unidades de Saúde. Tivemos uma redução também, em mais de 50% das internações no Hospital de Retaguarda, tendo reflexo direto na ocupação de leitos de UTI e nas internações clínicas", destacou o médico.

Osório ressaltou ainda o apoio irrestrito da Prefeitura Municipal à Secretaria de Saúde. "Com o apoio incondicional do prefeito Kleber Marra e os investimentos necessários, estamos conseguindo diminuir os altos índices apresentados. E não vamos parar o trabalho de enfrentamento à covid-19, mesmo com a redução considerável no índice de transmissibilidade", garantiu o secretário.