Empresa de pesquisa acusa candidato a prefeito de Caldas Novas de agressão

Política / 1711

Beleli e assessores teriam agredido dois pesquisadores que faziam entrevistas na cidade

Empresa de pesquisa Fortiori divulgou nota de repúdio contra o candidato a prefeito de Caldas Novas Carlos Eduardo Beleli, o Coronel Beleli (PSL). Segundo a publicação, o prefeitável e assessores teriam agredido agentes que realizavam a pesquisa na cidade na última sexta-feira, 23.

Segundo a nota, o candidato teria abordado uma pesquisadora, tomado seus pertences e a agredido. Ela precisou ser atendida na emergência de uma unidade de saúde do município.

Após a primeira agressão, homens que se identificaram como assessores de Beleli agrediram outro pesquisador. Um vídeo chegou a ser registrado por um pedestre que passava no local.

“Viemos repudiar os atos de violência e covardia perpetrados pelo candidato Beleli e seus assessores. Como policiais militares, eles deveriam agir no combate a bandidos, mas acabaram agindo como se fossem os próprios bandidos e, de maneira covarde, e em bando, tentando intimidar quem trabalhava de forma correta e honesta”, diz o comunicado.

As agressões foram registradas em boletim de ocorrência em uma delegacia de Caldas Novas.

Beleli chegou a ser preso em 2018, na Operação Circo da Morte, que investigava a atuação de um grupo de extermínio formado por policiais militares de Caldas Novas e outras cidades, mas foi solto por determinação judicial.