Corte de energia elétrica para pessoas de baixa renda está suspenso em Goiás

Goiás / 759

A Enel anunciou na segunda-feira (29) que suspendeu os cortes de energia elétrica para famílias de baixa renda em Goiás. A medida foi tomada por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no último dia 26.

Os cortes por inadimplência estão suspensos até 30 de junho. São considerados consumidores de baixa renda os clientes cadastrados na Tarifa Social Baixa Renda e aptos a receberem o benefício.

Também foi suspensa a interupção no fornecimento de clientes eletrodependentes, ou seja, quando há uso de algum equipamento necessário à vida humana. Também está vedado o corte do fornecimento a serviços de atendimento médicos e hospitalares e de infraestrutura relacionada à vacinação e armazenamento de vacinas.

O benefício da tarifa social baixa renda, segundo a resolução, será mantido apenas para os clientes cadastrados e que de fato atendam aos critérios previstos na legislação e na regulação da Aneel para obtenção do benefício. 

A agência reguladora também suspendeu a vigência do prazo máximo de 90 dias para o corte de energia por inadimplência de consumidores que estejam aptos a terem o fornecimento de energia interrompido pelas empresas. Com esta medida, as distribuidoras poderão efetuar o corte de clientes inadimplentes mesmo após o prazo de 90 dias do vencimento do débito, que vigorava até então. O objetivo desta decisão é permitir que as distribuidoras priorizem ainda mais, diante do atual cenário, os serviços essenciais de distribuição de energia. 

A empresa ressalta que a suspensão temporária do corte para clientes cadastrados na Tarifa Social Baixa Renda e para eletrodependentes não significa isenção da cobrança pelo consumo.

Condições facilitadas de pagamento de faturas em atraso 

Para facilitar o pagamento das faturas de energia, a Enel Brasil disponibilizou aos consumidores opções de parcelamentos de contas em atraso nas suas quatro distribuidoras. Em Goiás, os clientes podem parcelar em até sete vezes conforme regra vigente, com uma entrada de 15% do valor da dívida. A negociação pode ser feita pelo aplicativo Enel Goiás, disponível gratuitamente para iOS e Android ou no Portal de Negociação.