Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes anuncia recapeamento da GO-213, entre Caldas Novas e Morrinhos

Goiás / 622

Ao vistoriar obras em execução na mesma rodovia, de Caldas Novas a Rio Quente, presidente Pedro Sales determinou ampliação das intervenções da agência na região das águas termais. “Vamos promover melhorias em todos os pontos críticos dessa via”, assegura

O presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, anunciou, nesta quarta-feira (03/03), a ampliação das intervenções promovidas pelo Governo de Goiás, por meio da agência, na GO-213, na região das águas quentes. “Estamos fazendo o recapeamento no trecho de oito quilômetros, de trevo a trevo, entre Rio Quente e Caldas Novas. Em seguida, faremos mais 10 quilômetros, sentido de Caldas Novas a Morrinhos, melhorando todos os pontos críticos dessa rodovia”, explicou, durante vistoria aos serviços em realização no primeiro trecho.

As frentes de serviço executam na GO-213 a aplicação de uma nova capa asfáltica, em concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ), material com maior durabilidade e qualidade. A princípio está sendo contemplado o trecho entre o entroncamento da GO-507 até o entroncamento com a GO-139.

Como anunciado pelo presidente da Goinfra, a obra seguirá na rodovia GO-213, no sentido Morrinhos. Serão mais 10 quilômetros de recapeamento para promover a melhoria em todos os pontos críticos. Posteriormente, os trechos também vão receber nova pintura de sinalização vertical e horizontal completas.


Duplicação

Pedro Sales também anunciou novidades quanto à duplicação da GO-213, no trecho de Morrinhos a Caldas Novas, uma reivindicação antiga dos usuários da região, que há cerca de nove anos aguardam a conclusão da obra. Em parceria do Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária em Goiás (Fundepec), a atual gestão da Goinfra está superando os entraves burocráticos para atender à demanda.

O financiamento do projeto remanescente da conclusão da obra será doado pelo Fundepec e, a partir daí, a Goinfra poderá dar início a uma nova licitação para promover a duplicação da rodovia. “É muito duro vencer esses entraves, muitos processos de obras, como este, estão condenados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Estamos enfrentando os problemas e reiniciando as ações com o nosso padrão de fiscalização, laboratório de qualidade para entregar o que a população espera e merece”, finalizou Pedro Sales.


via: Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) – Governo de Goiás