Cidades turísticas do estado de Goiás determinam regras restritivas para festas de fim de ano

Turismo / 350

Cidades turísticas de Goiás determinam regras para festas de Ano Novo

Maioria dos municípios cancelou as festas públicas e a tradicional queima de fogos na virada do ano. Algumas, no entanto, permitiram eventos em estabelecimentos privados, desde que sigam as regras da Vigilância Sanitária.

A tradicional festa de Ano Novo foi cancelada nas principais cidades turísticas de Goiás. Em algumas, a administração municipal liberou eventos internos em hotéis e restaurantes, desde que sigam as regras de higiene pessoal e sanitária para evitar o contágio do coronavírus.

As principais cidades vão fiscalizar os pontos turísticos e as áreas públicas, em parceria com a Polícia Militar, para dissipar focos de aglomeração durante a celebração da virada do ano.

Veja como ficam os eventos em cidades turísticas Goiás:

Caldas Novas

Umas das principais cidades turísticas do estado, Caldas Novas atrai milhões de turistas o ano inteiro. A prefeitura cancelou a tradicional queima de fogos.

Porém, a administração autorizou os hotéis, resorts e restaurantes a realizarem eventos dentro de suas dependências, desde que obedeçam as regras de higiene pessoal e sanitárias estabelecidas pela Vigilância Sanitária municipal, como a limpeza frequente de lugares comuns e uso de máscaras.

O cancelamento da festa que seria custeada pela prefeitura foi anunciada em decreto, bem como as regras para as festas particulares. Os estabelecimentos que não cumprirem as medidas podem ser interditados.

Pirenópolis

A secretária de Saúde de Pirenópolis, Luciana Rodrigues da Silva, explica que o município também adotou medidas similares às de Caldas Novas. As festas de virada de ano serão permitidas apenas em estabelecimentos privados.

O diferencial é que a cidade instalou barreiras sanitárias para controlar a entrada de pessoas. De 26 de dezembro até o dia 31, fica autorizada a entrada de moradores e turistas com reservas comprovadas para o Ano Novo. A prefeitura também cancelou a queima de fogos.

Segundo a secretária, nesse momento de pandemia, a prioridade é a saúde dos moradores.

Goiânia

A capital foi outra cidade que cancelou a festa de réveillon. A Prefeitura de Goiânia vai fiscalizar as áreas públicas e pontos turísticos com potencial para aglomeração de pessoas para dissipar focos de pessoas, por meio da Guarda Civil Metropolitana e da Polícia Militar.

Aruanã

Já a Prefeitura de Aruanã cancelou todos os tipos de festas no Ano Novo, tanto a pública quanto as privadas. Segundo o prefeito Hermano de Carvalho, nenhum evento será tolerado no município.

A prefeitura pediu apoio da Polícia Militar para fiscalizar as principais áreas públicas e turísticas, como as margens do Rio Araguaia, que costuma atrair milhares de turistas.

Cidade de Goiás

A Prefeitura de cidade de Goiás determinou em decreto o fechamento das vias públicas que dão acesso à Praça do Coreto, principal ponto turístico do município. A festa de Ano Novo da cidade também foi cancelada por causa da pandemia.

O documento proibiu ainda o uso de som mecânico e automotivo, bem como o de caixa sonora amplificadora portátil - aquelas caixas grandes que podem ser levadas para qualquer lugar, no perímetro da praça, que será fiscalizada pela Polícia Militar.

Serão permitidos, segundo a prefeitura, manifestações artísticas de pequeno porte com participação de até duas atrações que, juntamente com o público presencial, deverão observar o protocolo sanitário da cidade e o uso obrigatório de máscaras de proteção facial.