“Goiás será primeiro lugar no país em inteligência artificial”, afirma Caiado 

Goiás / 284

Conferência planejada pelo Governo de Goiás será primeiro evento internacional sobre inteligência artificial realizado no estado, com participação de países como China, Finlândia e Canadá; além de grandes empresas, como Nokia e IBM; previsão é para primeiro semestre de 2024 

O Governo de Goiás divulgou, na noite desta terça-feira (31/10), alguns dos participantes previstos para a AI Summit GO, conferência sobre inteligência artificial que vem sendo planejada pelo Estado, com data para o primeiro semestre de 2024. Durante lançamento oficial, no HUB Goiás, em Goiânia, foi confirmado o convite a empresários e pesquisadores da Finlândia, Canadá e China, cuja Embaixada participou da solenidade; além de grandes empresas nacionais e internacionais, como Nokia, IBM, Everest, Cilia e Corejur; Sistema S; e Unesco.

Este será o primeiro evento de porte internacional sobre o assunto realizado em território goiano. “A meta é que Goiás se torne primeiro lugar no Brasil na área de inteligência artificial e essa conferência será fundamental para mostrar o que já estamos fazendo nesse sentido”, afirmou o governador Ronaldo Caiado. “Temos todas as condições de tocar esse projeto, porque aqui tem incentivo”, disse, ao lembrar a criação do HUB Goiás e dos cursos de tecnologia das Escolas do Futuro, entre outras iniciativas.

Com organização da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) e vários outros órgãos e entidades, a AI Summit GO terá uma programação de palestras, workshops, apresentação de casos de sucesso e programas de apoio, tudo de forma gratuita e aberta a pesquisadores, empresários, startups, estudantes e comunidade em geral. “Nós vamos mostrar as aplicações, os casos de sucesso, inclusive de vários goianos. Vamos demonstrar como a aplicação da tecnologia nas empresas leva a ganhos de produtividade”, detalhou o secretário José Frederico Lyra Netto.

Entre as autoridades que participaram do lançamento, há grande expectativa para a conferência. O vice-governador Daniel Vilela pontuou que o evento “vem para mostrar o que já temos desenvolvido, mas também para continuarmos à frente de outros estados”. Para o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, a discussão é necessária e urgente: “Agora é o momento para o debate, não há como fugir da tecnologia. É uma oportunidade para a geração de renda. São transformações que levam a desafios sociais que precisam ser enfrentados”, destacou.

Já o coordenador científico do Centro de Excelência e Inteligência Artificial (CEIA) da UFG, Anderson Soares, salientou que também será possível mostrar como a inteligência artificial está presente na vida do cidadão. “Pretendemos mostrar isso por meio dos produtos que a gente ajudou a desenvolver, porque ajuda a materializar e a exemplificar para as pessoas onde isso está presente e como já é muito real no cotidiano, na vida”, explicou. O CEIA recebeu R$ 12 milhões em recursos do Estado e é considerado um dos centros de ponta no Brasil, com captação de R$ 178 milhões em investimentos.

Iniciativas

O Governo de Goiás tem utilizado ferramentas de inteligência artificial em serviços nas áreas de saúde e fiscalização. Entre as novidades, destaque para o Caren, projeto da Secretaria de Estado de Saúde que utiliza a tecnologia para monitorar recém-nascidos hospitalizados, contribuindo para redução da mortalidade infantil. Na Secretaria da Economia, um sistema pioneiro no país agiliza o trabalho de auditores e possibilita cruzamento de dados para identificar veículos de carga que transportam produtos com indícios de sonegação.

Fonte: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação — Governo de Goiás
Fotos: Edinan Ferreira