MEGA PROMOÇÕES

PRÓXIMA NOTÍCIA

Caldas Novas inicia campanha de vacinação contra Influenza H1N1

Pesquisa Serpes/O Popular amplia diferença favorável de Marconi Perillo

Portal Caldas 12/05/2014

O jornal “O Popular” divulgou nesta manhã nova pesquisa eleitoral com sondagem para o Governo de Goiás e Marconi Perillo (PSDB).

O jornal “O Popular” divulgou nesta manhã nova pesquisa eleitoral com sondagem para o Governo de Goiás e Marconi Perillo (PSDB) repete o desempenho da anunciada ontem pela Tribuna do Planalto, realizada pelo Grupom.

Na pesquisa do Serpes, Marconi amplia a diferença: 34,5% contra 26,6% de Iris Rezende (PMDB). Vanderlan Cardoso (PSB), com 12,9%, e Antônio Gomide (PT), com 8,4%, aparecem na sequência.

Na análise de “O Popular”, existem cenários em que o governador vence no primeiro turno. E não venceria de imediato caso Iris Rezende (PMDB) participe das eleições: “Pelos dados, a oposição consegue superar o total de votos do tucano nos cenários com Iris Rezende”, descreve o impresso que encomendou a pesquisa.

No levantamento da Grupom /Tribuna do Planalto, Marconi lidera com 14, 3 %. Iris Rezende (PMDB) é o segundo, com 8, 5%, no levantamento das espontâneas.

No cenário da estimulada, Marconi Perillo também bate Iris Rezende, com 33,2% a 30,1%. A série de pesquisas deve interferir no processo eleitoral, consolidando candidaturas e rejeitando outras nos próximos dias.

Marconi Perillo, por exemplo, ainda não decidiu se disputa as eleições ao governo. Outra alternativa do tucano seria, por exemplo, disputar o Senado. Todavia, o aumento crescente do nome do governador nas pesquisas tende a ser uma senha de que ele possa aceitar encabeçar a base aliada, que ainda teria outros pré-candidatos, caso de José Eliton (PP), vice-governador. Mas é cada vez mais certo que a atual composição de chapa se repita no pleito de outubro.

Pesa ainda o fato de que o governador tem um pacote de obras a ser inaugurado, elemento que pode ajudar na ampliação de votosespecialmente em Goiânia, onde Perillo apresenta fraco desempenho.

DESESPERO NA OPOSIÇÃO

A oposição é a que pior recebe os números das duas pesquisas. O grupo está no momento desarticulado e sem unidade. Dividido em três núcleos [Vanderlan Cardoso (PSB), grupo do PT e do PMDB], a tendência é de que o aglomerado caminhe com dois nomes: Vanderlan Cardoso e um terceiro, entre Friboi e Iris Rezende.

Vanderlan tende a seguir sozinho e sem tempo de televisão no horário de propaganda eleitoral agravante na definição de um pleito de curta duração.

Por sua vez, existe um impasse no PMDB: parece existir na legenda um acordo para que Júnior Friboi seja o candidato. Dentre os elementos para o acordo existiria a promessa de recursos financeiros para os candidatos a deputado estadual e federal. E pela primeira vez na história, Iris Rezende teria sido abandonado pelos correligionários, numa situação que não está muito clara para a opinião pública.

Friboi, todavia, é um dos que apresenta pior desempenho nas pesquisas sobre a disputa. Cogita-se que tenha pagado R$ 50 milhões para o marqueteiro Duda Mendonça, mas mesmo assim os resultados apresentados foram pífios. Além disso, a empresa da família iniciou amplas campanhas da marca da empresa, com os artistas famosos Tony Ramos e Roberto Carlos, que também não surtiram efeito subliminar nas pesquisas.

Fica aberto, assim, um vácuo para que Iris pleiteie com base nos números das pesquisas o direito de concorrer. Mas dentro da oposição existem dois outros temores: a sequência de derrotas de Iris para Marconi e as recentes denúncias que envolvem a Prefeitura de Goiânia, apoiada por Iris Rezende.

Paulo Garcia (PT), atual prefeito de Goiânia e político mais ligado a Iris Rezende, apresenta um déficit financeiro de gestão na ordem de R$ 290 milhões e escândalos de supersalários e de greves e paralisações.

Pesquisas de opinião apontam grande desapontamento do eleitor com Paulo Garcia, que teve apoio de Iris. “Esta espécie de raciocínio costuma ser feita: de saber com quem anda o político. É um dos problemas da base. Paulo não está bem”, diz Wilson Carlos dos Santos, sociólogo e cientista político da Universidade Federal de Goiás.

Ele indica que a tendência é de que as eleições deste ano sejam as mais curtas da história. “Deve ganhar quem sai na frente. Ou seja, a Copa do Mundo vai tomar o debate de abril e maio até agosto. E teremos manifestações. Daí que será uma disputa curta, de poucos temas e de grande importância na televisão. A sucessão começa a ficar paralisada no mês que vem”.

COMENTÁRIOS

Atendimento (64) 3455-6722
E-mail: contato@portalcaldas.com.br
Av. Tiradentes, Qd. 01 - Oeste - Caldas Novas/GO

REDES SOCIAIS

ENTRE EM CONTATO

Entre em contato
Entre em contato
Garanta visibilidade para sua empresa.
Anuncie sua Empresa aqui
Anuncie sua Empresa aqui
Obtenha rentabilidade para sua empresa.
Coberturas Fotográficas
Coberturas Fotográficas
Equipe profissional com melhor preço.
Conheça a empresa
Conheça a empresa
Conheça a empresa em imagens 360º

Compartilhe e Siga

Portal Caldas (64) 3455-6722 - Todos os direitos reservados Grupo Portal Caldas